• Por
    Em: 31/12/2018 21:55
    O evento será em 11 meses
  • Cadastre-se
    Login
    ?
    usuário ou email:
    senha:
    lembrar-me
    NO AR
    DEPOIS
    Carregando...
    Sem Parar
    com AutoDJ
    2
    Carnaval Baiano

    As vezes pensamos que o carnaval é tudo igual, tudo de um jeito só, mas não. Fique sabendo que em cada lugar do Brasil o carnaval possui uma origem certa! Vamos conhecer as origens do carnaval baiano que atraiu várias vezes milhões de pessoas espalhadas do mundo com mistura de ritmo, raças e crenças. O mais legal de tudo é que essas pessoas são concentradas no mesmo lugar.

    A origem do carnaval baiano teve seu início nas áreas basileiras por volta do século 20. Contendo blocos, cordões e grupos de sociedades carnavalescas existiam por todo o estado da Bahia. A parte mais das manifestações mais populares eram localizadas na Baixa do Sapateiro, onde a diversão tomava conta de fazer brincadeiras muito próximas. Na década de 50 o carnaval baiano começou tomar a sua forma de como conhecemos hoje em dia de ver pessoas fazendo folia atrás de carros de som, que são batizados de trios elétricos.

    Os trios elétricos são os caminhões com aparelhos adaptados com aparelhos de sonorização e com uma estrutura para realizar shows de aproximadamente 7 horas. O carro que deu origem do primeiro trio elétrico como conhecemos hoje foi criado por Adolfo Antônio do Nascimento, conhecido como "Dodô" e Osmar Alvares Macedo, conhecido como "Osmar", no ano de 1950. Osmar naquela época era dono de uma oficina mecânica, tendo a ideia de decorar um Ford 1929 com enfeites, vários círculos coloridos, como se fossem confetes e resolveu também de ter a ideia de colar uma placa escrita "Dupla Elétrica". Com sua ideia de montar uma fonte que ligou à corrente de uma bateria de automóvel, assim, alimentando o funcionamento dos alto-falantes instalados no veículo. Essa dupla saiu no domingo de carnaval pelas ruas de Salvador e começou arrastar milhares de foliões. Aí paramos para pensar, se era uma "Dupla", por que do nome "Trio Elétrico"? Vamos até a explicação: No ano seguinte a dupla convidou um amigo qualquer para formar um trio, o conhecido "Trio Elétrico".

    Novos trios elétricos começaram a surgir no carnaval de Salvador. Nesse tempo os músicos ainda tocavam em cima de caminhonetes e em estruturas que são bem diferentes dos trios elétricos atuais. Por volta da década de 60, a Prefeitura de Salvador resolveu ter a ideia de começar promover concursos de trios elétricos, assim os desfiles de trios começou se tornar tradição na Bahia. Com essas tradições os organizadores de desfiles resolveram começar a aperfeiçoar os veículos. Logo na década de 80 já começou aparecer trios com palcos giratórios e elevadores automáticos.

    No início de 1990 o carnaval de Salvador passou a ser profissional. Com seu comércio, atraindo diversos patrocinadores, sem a necessidade do aporte da Prefeitura. Novos ritmos passaram  a serem parte, como o pagode e a música afro. Foram criados os abadás, para facilitar a organização do público de cada bloco carnavalesco e tornar os trios mais economicamentes rentáveis. Cada bloco tinham suas camisas identificadas com os nomes e cores, que dão direito das pessoas brincarem dentro das cordas. As pessoas que não participam de blocos são batizados de "pipoca", esse pessoal curte o carnaval fora dos trios e podem acompanhar o artista de sua preferência de circuito.

    Os três príncipais circuitos existentes são:

    Axé music

    Na década de 90, baianos resolveram adotar o estilo musical como trilha sonora dos preparativos para o carnaval. Seu ritmo representa a união entre vários estilos como: afro, frevo baianos, sambaDaniela Mercury, Margareth Menezes e Luiz Caldas que ajudaram a projetar o axé music para o Brasil em geral.

    Afoxé

    Afoxé tem origem iorubá, sua tradução de afoxé fica como "a fala que faz". Pesquisadores dizem que seria uma forma diversa do maracatu.Nessa manifestação é usado três instrumentos básicos. O afoxé (ou agbê), cabaça coberta por uma rede formada de sementes ou contas, os atabaques, e o agogô, formado por duas campânulas de metal. O Afoxé, longe de ser, como muita gente imagina, apenas um bloco carnavalesco, tem uma grande vinculação com as manifestações religiosas dos terreiros de candomblé.

    Como é comemorado este incrível carnaval baiano?

    A cidade de Salvador costuma receber mais de dois milhões de turistas vindos de toda parte do mundo. O carnaval é dividido em três circuitos, Campo Grande "Osmar", Barra-Ondina "Dodô", Centro Histórico "Batatinha", temos também palcos alternativos com atrações de rock, hip hop, música eletrônica e samba. Possui muitos trios variados que se intercalam nos três circuitos principais, por exemplo: atrás de um trio elétrico de uma banda de axé poderá vir um bloco afro ou outro. O carnaval de Salvador tem uma duração de 6 dias. No ano de 2005, o evento de carnaval eleito por Guinness Book foi considerado o maior canaval de rua do mundo, teve participação de 2 milhões de foliões.


    Achou interessante a história do Carnaval da Bahia?

    Deixe sua opinião nos comentários!

    Rádio Habblet
    A maior webrádio da América Latina!
    #SintonizaNaHabblet

    Informações

    Postado por Hahn

    Notícia de 01/02 às 00:51 4 comentários Atividade
    Genia Genia Luiserasz Luiserasz sofs sofs -Thaan -Thaan

    Você precisa estar logado para comentar.
    Comentários
    queria passar o carnaval na bahia

    Por Genia em 02/02/2018 às 00:09

    Melhor carnaval do Brasil é sem dúvida na Bahia!

    Por Luiserasz em 01/02/2018 às 23:21

    O Carnaval em Portugal é tão diferente! Jezzzzz

    Por sofs em 01/02/2018 às 18:23

    Carnaval na Bahia é shoow, top de mais!

    Por -Thaan em 01/02/2018 às 15:56

    Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação do usuário.
    ×